Nossa Grindroça Querida

by Os Capial

/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

      $5 USD  or more

     

1.
2.
3.
4.
01:35
5.
00:05
6.
7.
01:38
8.
9.
10.
11.
01:11
12.
00:11
13.
14.
15.
16.
17.
18.
19.
00:18
20.
21.
22.
23.
00:02

credits

released April 22, 2015

tags

license

all rights reserved

about

Os Capial Araraquara, Brazil

contact / help

Contact Os Capial

Streaming and
Download help

Track Name: 01 - Imprantação (Instrumental)
Sem letra
Track Name: 02 - Composteira
Pegue um tambor
Deposite todo o lixo orgânico nele
Cascas de frutas, legumes
Verduras, folhas e restos

Composteira (4x)

Colocar um pouco de terra
Para evitar o mau cheiro
Depois de um tempo
O material orgânico se decompõe

Composteira (4x)

Torna-se uma mistura
Rica em nutrientes
Pronta para usar
Como adubo

Composteira (4x)
Track Name: 03 - Colheitadeira
Depois do preparo da terra
Plantar, adubar, cuidar do solo
Finalmente chega o momento
De ligar à colheitadeira
Colheitadeira (4x)
Evita o desperdício de tempo
Algumas são sofisticadas
Cabine com duas portas
Isolamento termo-acústico
Ar condicionado
Bancos com suspensão
E descansos de braço
Colheitadeira (4x)
E não importa do tamanho da lavoura
Ela dá conta
Track Name: 04 - Arado
Serve pra lavrar o campo
Com o objetivo de descompactar
Melhorando o desenvolvimento das raízes
Expondo o solo à ação do sol
Essa é a função do arado (2x)
Ajuda a aumentar a temperatura
E apressa o degelo das geadas
Enterra restos de culturas anteriores
Mata ervas daninhas porventura ainda existentes
Essa é a função do arado (2x)
Track Name: 05 - Água
Sete oceanos compõem a terra (2x)
De água

Cobre 70% da crosta terrestre
52% encontrada em aquíferos
70% do corpo de um ser vivo

Sete oceanos compõem a terra (2x)
De água
Track Name: 06 - Colheita
Uma das etapas da produção
Mal conduzida, causa a perda de grãos

Depende da umidade do grão na colheita (2x)
O rendimento de grãos mais inteiros

Pode ser manual ou por máquinas
Facão, foices ou lâminas
Marcada como uma cerimônia
Quase sempre no mesmo período
Ou na safra ou na entressafra

Depende da umidade do grão na colheita (2x)
O rendimento de grãos mais inteiros
Track Name: 07 - Semente
Um embrião que inicia a vida
Que surge um broto um tégmen

Constituída por tegumentos e amêndoas
Instrumento de estudos na escola
Feijão no algodão

Disseminando de várias formas
Animais, vento, água e fezes
Algumas dormem muito
E outras afloram fácil
Track Name: 08 - Porco do Mato Eu não Mato
Ele nasceu livre, nunca ficou preso
Por sorte nunca teve dono
Merece viver e escolher não morrer
O respeito muito então

Cantando num “porquês” (8x)
ururururur

Ele nasceu livre, nunca ficou preso
Por sorte não tem dono
Merece viver e escolher não morrer
Respeito muito então

Porco do mato eu não mato (4x)
e nem os de qualquer lugar
Track Name: 09 - Irrigação
Controla o fornecimento
De água para as plantas
No momento certo
Assegurando a produtividade
E a sobrevivência da plantação

Complementando quando não tem chuva
Em muitos casos, enriquece o solo
Fixa elementos fertilizantes
Conduz elementos pelos sulcos

Regadio, sequeiro
Gotejamento, pivô central
Esses são seus tipos
Track Name: 10 - Pulverização
Ação ou efeito de pulverizar é
espalhar partículas minúsculas de um produto
é aspergir algo em líquido.

Pulverização
Às vezes é vida, às vezes é morte (4x)

Quando é usado água
geralmente se chama irrigação.

Pulverização
Às vezes é vida, às vezes é morte (4x)

Quando usado agrotóxicos
auxilia no combate às plantas daninhas e insetos.
aniquilando-as totalmente.
Track Name: 11 - Calagem
Não tem a ver com pé de ninguém
E sim com uma etapa do preparo do solo
para cultivo agrícola.

Cal na Terra - Calagem (2x)

Na qual se aplica calcário
com os objetivos de elevar
os teores de cálcio e magnésio.

Cal na Terra - Calagem (2x)

Neutralização do alumínio
que é tóxico para as plantas
corrigir o pH do solo
para um desenvolvimento
satisfatório das culturas.
Track Name: 12 - Acero
Acero é um método usado
para evitar que o fogo se alastre.

É uma trilha de proteção contra fogo
é uma área limpa; roçada.
Track Name: 13 - Desbaste
Ação de cortar
e tornar menos basto
menos espesso ou grosso.

Retirada dos brotos
que estão em excesso.

Cortar ramas
de árvores muito ramudas
é o processo
de controle da vegetação
uma redução controlada.
Track Name: 14 - Enxertia
A enxertia é a união
dos tecidos de duas plantas,
geralmente de diferentes espécies.

Passando a formar uma planta com duas partes
o enxerto (cavaleiro)
e o porta-enxerto (cavalo).

Cavaleiro e cavalo
porque um monta no outro.

Isso resulta em uma mistura de espécies
que pode dar muito certo
exemplo: laranja-lima.

Enxerto não é coisa só pra humanos
Então tente não ter pensamento
“Umbigocêntrico”, seu egoísta.
Track Name: 15 - Aclimatação
Ação ou efeito de aclimar
Habituar a um novo clima
e fazer com que ela
se desenvolva em
um local de diferente
clima, solo e ambiente.
Track Name: 16 - Hidropônia
Não é água de pônei, não
vem do Grego Hydro = água e Ponos = trabalho
consiste em cultivar as plantas sem solo.

Onde será fornecida uma solução
nutritiva e balanceada com água
dentro de uma estufa
usando água no lugar de terra.

Suas vantagens são
o rápido crescimento
plantio fora de época
e em ambiente protegido
melhor defesa contra pragas e insetos.

Reforçando: Não é água de pônei não
consiste em cultivar as plantas sem solo (4x)
Track Name: 17 - Curva de Nivel
Pode ser um sistema de cultivo
As curvas ajudam a reter
Os elementos solúveis do solo
Se a inclinação for grande
as curvas devem ser mais próximas
caso contrário, devem ser mais espaçadas.

Curva de Nível
figurada e literalmente aumenta o Nível (4x)

É mais usada com proteção
a água das chuvas, ao encontrar curva
não escorre, para na curva e se infiltra no solo,
deixando-o úmido e evitando a erosão
ao diminuir a velocidade da água
na descida, quando se encontra com a curva
evita de arrastar solo até os rios e criar buracos.

Curva de Nível
figurada e literalmente aumenta o Nível (4x)
Track Name: 18 - Quando o Sol Mata Sede
Soooooolllll!!!!!!!

Lá estava ele no deserto infernal
Uma sede desgraçada
horas sem beber mais nada
Pistoleiro fraco está, cantil vazio, sem sinal
Com o ódio consumindo
e o sol queimando o ser mortal

Adiante, uma visão, felicidade ao ver um lago
Pistoleiro, seus problemas acabarão de uma vez
Mata a sede e segue em frente
num passo mais sossegado
Que água boa, em boa hora, ficará bem saciado

Correria pra se saciar
E o lugar não chega não
Pistoleiro infeliz
Uma miragem, só ilusão

Muito puto o cidadão
Tão cansado de correr
Começou a discutir
Simplesmente com o astro rei

Um disparo para o Sol
Um momento de descanso
Natureza se revela
Sol assopra ele de volta

O projétilo atingiu bem no seu crânio
Partiu sua cabeça, ele nem viu
Repousa inconsciente o ser agora
Vermelho é a cor que explodiu

Mais tarde, o impossível, ele acorda
Pistoleiro de cabeça arrebentada
Levanta assustado, como assim?
Apanha seu cantil, mas como assim?

Enche o recipiente
Com o sangue da cabeça
Que macabro esse show
Bebe sangue com certeza!

Quando Sol Mata Sede! (4x)

Saciado agora está o cabeçona arrebentada
Ele olha pro astro rei e – que incrível! - agradece
Recomeça a caminhada, vai seguindo seu destino
Vai vagando no deserto, sangue é bom pro intestino
Track Name: 19 - Tuiuiu
Tuiuiuiuiú (2x)
Tuiuiuiuiuiuiuiuuiuiuiuiú (1x)
Track Name: 20 - Aquela Rua
Oh Tio, como é que eu faço
pra chegar naquela rua?
É fácil, garotinho

Você sobe, sobe, sobe, sobe
vira, vira, vira, vira
volta, volta, volta, volta
vem, vem, vem, vem.

Vira, vira, vira, vira.
volta, volta, volta, volta
vem, vem, vem, vem
para, para, para, para.

Chegou !!!

E aí, garotinho, entendeu?
Não?
Então eu vou explicar de novo.

Você sobe, sobe, sobe, sobe
vira, vira, vira, vira
volta, volta, volta, volta
vem, vem, vem, vem.


Vira, vira, vira, vira
volta, volta, volta, volta
vem, vem, vem, vem
para, para, para, para.

Chegou !!!

E aí, garotinho, entendeu?
Não?
Então vai se foder.

E vê se da próxima você se vira.
Track Name: 21 - Quando o Sol Mata Sede - Participações Especiais
Soooooolllll!!!!!!!

Lá estava ele no deserto infernal
Uma sede desgraçada
horas sem beber mais nada
Pistoleiro fraco está, cantil vazio, sem sinal
Com o ódio consumindo
e o sol queimando o ser mortal

Adiante, uma visão, felicidade ao ver um lago
Pistoleiro, seus problemas acabarão de uma vez
Mata a sede e segue em frente
num passo mais sossegado
Que água boa, em boa hora, ficará bem saciado

Correria pra se saciar
E o lugar não chega não
Pistoleiro infeliz
Uma miragem, só ilusão

Muito puto o cidadão
Tão cansado de correr
Começou a discutir
Simplesmente com o astro rei

Um disparo para o Sol
Um momento de descanso
Natureza se revela
Sol assopra ele de volta

O projétilo atingiu bem no seu crânio
Partiu sua cabeça, ele nem viu
Repousa inconsciente o ser agora
Vermelho é a cor que explodiu

Mais tarde, o impossível, ele acorda
Pistoleiro de cabeça arrebentada
Levanta assustado, como assim?
Apanha seu cantil, mas como assim?

Enche o recipiente
Com o sangue da cabeça
Que macabro esse show
Bebe sangue com certeza!

Quando Sol Mata Sede! (4x)

Saciado agora está o cabeçona arrebentada
Ele olha pro astro rei e – que incrível! - agradece
Recomeça a caminhada, vai seguindo seu destino
Vai vagando no deserto, sangue é bom pro intestino
Track Name: 22 - Forrageira
Nome dado às plantas usadas
para alimentar animais de criação
geralmente, gramíneas e leguminosas.

Forrageira, forra a pança (2x)

Usadas como fonte
de alimento para os as animais.
pode ser simplesmente
denominada de pasto.

Forrageira, forra a pança (2x)
Track Name: 23 - Acabou
Acabou!